Orar é falar com Deus, é dialogar com Ele. É “ligar a terra aos céus”. É trazer, das alturas, as bênçãos que já nos estão reservadas. É conhecer mais o Senhor, seu coração e seus planos para nós. É apresentar ao Senhor o nosso coração e deixar perante Ele a nossa petição. De acordo com a Bíblia, a oração é uma forma de adoração, de reconhecimento da grandeza e soberania de Deus, de sua suficiência para nos amparar, compreender, perdoar e derramar o seu amor em nosso dia a dia. A importância que damos à oração está demonstrada no tempo que dispomos para Deus.
 
Muitas vezes, apenas se ora quando já se está de pijama à beira da cama, preparado para dormir, com a mente e os olhos cheios de sono… Ou, então, pela manhã, numas poucas frases pedindo a bênção para o dia que se inicia. Como isto é pouco, comparado com o tempo dedicado por grandes homens de Deus, mencionados na Bíblia e na História!  
 
Pessoas que buscavam a Deus acima de tudo na vida, que tinham a oração como sua tarefa principal e lhe devotavam a maior parte do seu tempo, por isso marcaram sua geração. É muito importante que cada cristão saiba quão importante é esse tempo com Deus. Orar nos aproxima do Senhor e permite que Ele mesmo seja o nosso “conselheiro” (que nos orienta nas situações difíceis pelas quais havemos de passar), o nosso “provedor” (que sabe das nossas necessidades e pode nos suprir em glória através de Cristo), nosso “amigo” (com quem podemos sempre abrir o coração e permitir que Ele cure as feridas da alma e nos mostre seu amor incondicional). Como é importante também que a família ore todos os dias. Que, juntos, tenham momentos para buscarem a face do Senhor.
 
 Orar, entretanto, não é apenas pedir. De acordo com a Bíblia, há diferentes tipos de oração. Em Efésios 6.18, lemos: “Com toda oração e súplica…”. Neste texto, o apóstolo Paulo nos declara que existe mais de um tipo de oração, ao mencionar a palavra “toda”. Sendo assim, vejamos alguns tipos de oração:   A “oração da fé” tem o poder de transformar coisas e situações (Tg 5.15, Mt 21.22, Mc 11.24). A “oração de consagração” nos fala de rendição ou submissão ao Senhor e à sua vontade (2Cr 6.12-42, Lc 22.42). A “oração de entrega” nos leva a deixar nossos cuidados aos pés do Senhor (1Pe 5,7, Sl 37.5).
 
A “oração de adoração” nos leva a contemplar a beleza do caráter de Deus e a nos render diante de sua majestade e de seu poder (Sl 146 – 150, Lc 24.52-53). Este tipo de oração permite que a glória do Senhor seja refletida em nosso rosto, transformando-nos, de glória em glória, à imagem de Jesus, pelo Espírito Santo (2Co 3.18). Sua luz, sua santidade vão impregnando nossa vida e passamos a amá-lo com muita intensidade. A “oração de concordância” é quando o povo de Deus, ou um pequeno grupo, se reúne para orar na mesma direção (Mt 18.18-20).
 
A “oração no Espírito” significa “orar em línguas”, de acordo com 1Co 14.14-15. A “oração em unanimidade” é quando repetimos a mesma oração a uma só voz (At 4.23-31), alcançando o objetivo proposto diante de Deus. A “oração de intercessão” é quando se ora a favor de alguém ou se pleiteia a sua causa, tomando-se o seu lugar, diante de Deus (At 20.35-38). Há ainda outros tipos de oração, como ação de graças, confissão etc.
 
Qualquer que seja o tipo de oração que fizermos, a Palavra de Deus nos orienta a “orar sem cessar” (1Ts 5.17). Jesus nos fala sobre a importância da perseverança em orar.   A oração perseverante e humilde é o selo sobre o coração dos filhos obedientes, que torna-se o penhor do poder para a conquista. Aos perseverantes, Deus lhes responderá aqui, nesta vida, e os coroará na eternidade. A oração deve estar em todas as nossas atividades. Mas devemos reservar um lugar especial para orar.
 
 O Mestre Jesus constantemente buscava a face do Pai, e, seguindo o seu exemplo, devemos ter o nosso lugar secreto de oração. Nesta geração, Deus trouxe algo especial para o seu povo: Ele preparou, na igreja, um lugar especial para orar, uma torre de oração. Para ali os intercessores (gideões) sobem, e a cada hora, do dia ou da noite, eles se revezam, buscando a face do Senhor em intercessão contínua. É um lugar de bênçãos, de onde as águas vivas fluem e alcançam a igreja, os corações aflitos, as famílias, os enfermos e necessitados, para trazer dos céus as respostas do Senhor   
A oração deve ser a principal meta do dia a dia dos pastores e líderes da igreja. Eles devem se dedicar à oração e à Palavra (At 6.4). Na história da Igreja, todas as pessoas que foram usadas por Deus tinham algo em comum: eram homens e mulheres dedicados à oração. Pessoas que não oravam no tempo que lhes sobrava, pelo contrário, suas orações penetraram em seu próprio caráter e o formaram, oraram a tal ponto que suas vidas influenciaram a história e colocaram no prumo o curso da Igreja. Homens de Deus que pareciam estar em constante meditação, pois a oração e o louvor constituíam-se no seu trabalho e no seu prazer. “A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos”. Elias era um homem sujeito às mesmas paixões que nós, e, orando, pediu que não chovesse, e, por três anos e seis meses, não choveu sobre a terra. E orou outra vez e o céu deu chuva e a terra produziu o seu fruto (Tg 5.16-18). O poder de Deus é liberado através da oração fervente de um coração quebrantado.  
Finalmente, orar não é apenas pedir, mas a oração se torna um estilo de vida. Para o que ora muito, o mínimo que lhe pode acontecer é adquirir intimidade com Deus, tendo-o como amigo. O céu constitui-se em lugar de descanso para a alma, não apenas no futuro, mas no dia a dia. Em oração, recebemos do Senhor a necessária paz, contemplamos sua santidade e desfrutamos de sua presença o tempo todo. A oração, pois, é o respirar espiritual do homem de Deus, a chave do avivamento, é o nosso “termômetro espiritual”. Ela nos leva a sermos realmente filhos de Deus, a descansarmos em seu amor, cuidado e provisão, em obediência e respeito.  Orar é crer que Deus sempre nos responde e poder usufruir de paz perfeita em qualquer circunstância, por saber que Ele é fiel para cumprir suas promessas.
Pra Angela
Igreja Batista MG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *