A sarça ainda arde em seu coração?

 Deus quer a sua atenção.

Sinto-me animada e desafiada a viver o que Moisés viveu em sua vida.

 Nossa vida é processual, Deus é processual. Assim como existem estágios do desenvolvimento de um ser humano (nascimento, infância, pré-adolescência, adolescência, juventude, vida adulta e velhice), nossa vida espiritual também tem suas etapas ou fases. O apóstolo Paulo nos fala de “desenvolvermos nossa salvação”, mas como pode ser isto se Jesus morreu por nossa salvação? Há uma parte que nos cabe, esta parte é o desejo de conhecer a Cristo e com Ele reinar.

 Quero falar-lhes de Moisés, um homem que foi salvo para algo especial! 

  • Nascido na tribo de Levi
  • Sentenciado a morte
  • Foi salvo
  • Criado pela filha de Faraó
  • Cresceu como príncipe
  • Errou (morte de um egípcio)
  • Fugiu para o deserto
  • Casou-se e teve filhos
  • Cuidava dos negócios do sogro

 

Aqui quero falar-lhes sobre algumas fases da vida de Moisés, talvez você se identifique com algumas delas. 

1-             Fase do comodismo;

 Após este tempo, Moisés estava há 40 anos no deserto fazendo todos os dias a mesma coisa. Ele parecia bem, próspero e trabalhando com sua família. 

  • Estava tranqüilo;
  • Resolveu esquecer o passado, sua família;
  • Sabia que seu povo sofria com a escravidão;
  • Deus o deixou lá (ninguém o escutou);
  • Parecia que negava a realidade dos fatos à sua volta; 

Como nós vamos negando, nos tornando aposentados espirituais, cumprimos uma rotina e achamos que tudo está bem (Êxodo 2:11 a 22).

Mas  Um dia…

Moisés foi surpreendido e impelido a ir para a segunda fase de sua vida. 

2-             Fase do encontro 

Algo extraordinário em seu dia quase comum.

A ação do Espírito Santo o impeliu a mudar sua rota e o levou a sair do seu comodismo.

Moisés teve um encontro sobrenatural com Deus e viu uma sarça que ardia e não se consumia. 

“Moisés pastoreava o rebanho de seu sogro Jetro, que era sacerdote de Midiã. Um dia levou o rebanho para o outro lado do deserto e chegou a Horebe, o monte de Deus. Ali o Anjo do Senhor lhe apareceu numa chama de fogo que saía do meio de uma sarça. Moisés viu que, embora a sarça estivesse em chamas, não era consumida pelo fogo.” Êxodo 3:1-2

 Foi impactado e atraído, algo em sua vida de 40 anos foi mudado.

 Lembre-se: Deus quer a sua atenção. Mas é necessário reagir, colocar-se em movimento, o Espírito Santo quer te colocar em movimento.

 “Que impressionante!”, pensou. “Por que a sarça não se queima? Vou ver isso de perto.” Êxodo 3:3

Movimentando-se foi ver de perto o agir do Espírito Santo.

 Quantos já foram atraídos pelo Espírito Santo e ficaram fascinados com sua palavra, amor, esperança…

E tomados por este impacto responderam: “Eis-me aqui”

 “O Senhor viu que ele se aproximava para observar. E então, do meio da sarça Deus o chamou: “Moisés, Moisés!” “Eis-me aqui”, respondeu ele.” Êxodo 3:4

 O Senhor te chama pelo nome diz o salmista, desde o dia em que você o aceitou seu nome foi escrito no livro da vida. Diante da presença de Deus nossa resposta é sempre sim. Se você não respondeu ao Senhor “Eis-me aqui”, você precisa encontrar-se com Deus.

A presença de Deus nos coloca em movimento, nada fica estático diante da ação do Espírito Santo.

 Deus mostra a ele seus limites, sua santidade. Diante da presença de Deus, Moisés, por medo e por necessitar de santidade, no período de pecados não consegue olhar para Deus.

 “Então disse Deus: “Não se aproxime. “Tire as sandálias dos pés, pois o lugar em que você está é terra santa”. Êxodo 3:5

 Para olharmos para Deus precisamos conhecer o amor do Pai por meio de Cristo Jesus.

 E começa o tratamento no caráter de Moisés, em sua auto-estima, em suas negativas diante de Deus.

Por fim, obedece. Moisés vai ao Egito e é usado para libertar.

Assim é comigo e com você!

Deus não precisa de homens perfeitos, somente Jesus foi perfeito, Ele quer e honra homens e mulheres obedientes. Moisés obedeceu e conheceu mais do poder de Deus.

O medo vai sendo dissipado, e bravamente conhecendo mais do seu Deus diz:

“Moisés respondeu ao povo: “Não tenham medo. “Fiquem firmes e vejam o livramento que o Senhor lhes trará hoje, porque vocês nunca mais verão os egípcios que hoje vêem.” Êxodo 14:13

 Quanto mais você conhece do caráter do seu Deus, mais seguro, confiante e liberto você se torna.

 3-             Fase do cântico;

 Minha pergunta é: Qual cântico você entoa em seu coração? O que você canta e fala é fruto do que você vivencia com Deus, é fruto de sua intimidade? 

  • Moisés cantou (Êxodo 15);
  • Maria cantou (Lucas 1:46);
  • Davi cantou ( II Samuel 2:2);
  • Débora cantou (Juízes 5);

 Cantaram os feitos do Senhor, sua grandeza, sua soberania, sua vitória, sua liberdade, seu cuidado, seu livramento, gratidão, quebrantamento…

E o povo cantou, dançou e celebrou sem ser repreendido pelo Deus Santo. 

“Então Miriã, a profetisa, irmã de Arão, pegou um tamborim e todas as mulheres a seguiram, tocando tamborins e dançando.” Êxodo 15:20 

Moisés nos parece mais livre, mais descolado, mais ousado… Ele sabia quem era o Deus a quem servia! Não se importava com o que iriam pensar dos seus “pulinhos” diante de Deus. 

Quantos aqui estão mais livres, seguros da grandeza do seu Deus? Então deixe o Senhor colocar um novo cântico em seus lábios.

Quanto você tem experimentado de Deus será refletido em sua adoração a Deus. 

A jornada de Moisés continua, e com grande autoridade dada por Deus para liderar o povo. Então Moisés entra em outra fase de sua vida, sua intimidade com o Senhor cresce, e o Deus todo poderoso se relaciona com Moisés. 

4-             Fase da glória; 

“Logo Moisés subiu o monte para encontrar-se com Deus. E o Senhor o chamou do monte, dizendo: “Diga o seguinte aos descendentes de Jacó e declare aos israelitas: Vocês viram o que fiz ao Egito e como os transportei sobre asas de águias e os trouxe para junto de mim.” Êxodo 19:3-4 

Moisés pareceu compreender o valor de estar a sós com Deus e de maneira especial foi escolhido para ver a glória de Deus.

A dependência por estar com Deus aumenta. Logo chegam em Sinai, ele sobre o monte para encontrar-se com Deus. 

Quanto mais o conhecemos, menos suportamos ficar distantes de sua presença. 

Quantos querem subir ao monte santo do Senhor e ouvir os segredos de Deus?

Sabe por que lhes pergunto isto? Porque existem os que preferem viver a vida toda como intermediários. 

“Vendo-se o povo diante dos trovões e dos relâmpagos, e do som da trombeta e do monte fumegando, todos tremeram assustados. Ficaram à distância e disseram a Moisés: “Fala tu mesmo conosco, e ouviremos. “Mas que Deus não fale conosco, para que não morramos”. Moisés disse ao povo: “Não tenham medo! Deus veio prová-los, para que o temor de Deus esteja em vocês e os livre de pecar”. “Mas o povo permaneceu à distância, ao passo que Moisés aproximou-se da nuvem escura em que Deus se encontrava.” Êxodo 20:18-21 

Moisés aproximou-se da nuvem escura para estar com o Senor.

A intimidade cresce e Deus separa Moisés para um relacionamento V.I.P (Very Importante Person).

“Somente Moisés se aproximará do Senhor; os outros não. O povo também não subirá com ele”. Êxodo 24:2 

A novidade é que em Cristo todos somos VIP’s

“Vocês, porém, são geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo exclusivo de Deus, para anunciar as grandezas daquele que os chamou das trevas para a sua maravilhosa luz. Antes vocês nem sequer eram povo, mas agora são povo de Deus; não haviam recebido misericórdia, mas agora a receberam.” I Pedro 2:9-10 

Aqui Moisés entra em contato e se conecta ao fogo consumidor, a sarça. 

“Quando Moisés subiu, a nuvem cobriu o monte, e a glória do Senhor permaneceu sobre o monte Sinai. Durante seis dias a nuvem cobriu o monte. No sétimo dia o Senhor chamou Moisés do interior da nuvem. Aos olhos dos israelitas a glória do Senhor parecia um fogo consumidor no topo do monte. Moisés entrou na nuvem e foi subindo o monte. E permaneceu no monte quarenta dias e quarenta noites.” Êxodo 24:15-18 

Em seguida, no capítulo 33, por causa do pecado, Deus quer se afastar, mas Moisés desesperado não aceita anjos, ele quer o Senhor. Ele pleiteia isto:

“Se me vês com agrado, revela-me os teus propósitos, para que eu te conheça e continue sendo aceito por ti. Lembra-te de que esta nação é o teu povo”. Respondeu o Senhor: “Eu mesmo o acompanharei, e lhe darei descanso”. Êxodo 33:13-14 

Moisés, desesperado, insiste:

“Então Moisés lhe declarou: “Se não fores conosco, não nos envies. Como se saberá que eu e o teu povo podemos contar com o teu favor, se não nos acompanhares? Que mais poderá distinguir a mim e a teu povo de todos os demais povos da face da terra?”

Êxodo 33:15-16 

“Faço o que você quiser”, disse o Senhor. Moisés foi ousado.

Quantos querem ousar? 

Deus mostrou a Moisés quem Ele era: 

“Então o Senhor desceu na nuvem, permaneceu ali com ele e proclamou o seu nome: o Senhor. E passou diante de Moisés, proclamando: “Senhor, Senhor, Deus compassivo e misericordioso, paciente, cheio de amor e de fidelidade, que mantém o seu amor a milhares e perdoa a maldade, a rebelião e o pecado.” Contudo, não deixa de punir o culpado; castiga os filhos e os netos pelo pecado de seus pais, até a terceira e a quarta gerações”. Imediatamente Moisés prostrou-se, rosto em terra, e o adorou, dizendo: “Senhor, se de fato me aceitas com agrado, que o Senhor nos acompanhe. Mesmo sendo esse um povo obstinado, perdoa a nossa maldade e o nosso pecado e faze de nós a tua herança”. Êxodo 34:5-9 

O Senhor renova a aliança com o povo e com Moisés, aquele homem que cobria o rosto por medo de Deus no monte Sinai (capitulo 3), agora brilha com o Senhor. Antes ele temia, agora ele é temido e para que o posso pudesse vê-lo, cobriam seus rostos com um véu, contudo, para entrar na presença de Deus o véu era tirado. Mas nós não precisamos de véu, precisamos de Jesus! 

Em Mateus 17, Jesus leva homens comuns como eu e você para contemplarem sua glória e para fazerem obras maiores. Jesus quer nos levar ao monte da transfiguração para vermos seu poder. A obra de Jesus na cruz nos libera para que possamos, sem medo e com ousadia, ver o Senhor, contemplarmos sua glória e sermos transformados. 

“E todos nós, que com a face descoberta contemplamos a glória do Senhor, segundo a sua imagem estamos sendo transformados com glória cada vez maior, a qual vem do Senhor, que é o Espírito.” II Coríntios 3:18 

Somente por meio de Cristo Jesus o véu é retirado. 

“Na verdade a mente deles se fechou, pois até hoje o mesmo véu permanece quando é lida a antiga aliança. Não foi retirado, porque é somente em Cristo que ele é removido.” II Coríntios 3:14 

Concluindo… 

Vamos subir com reverência ao Monte do Senhor, conscientes da graça e do favor do Senhor.

Nosso alvo é vermos a Deus, contemplarmos sua glória e sermos transformados para que possamos transformar. 

Vamos orar: Querido e Amado Espírito Santo te peço que me coloques em movimento. Preciso que a sarça queime em meu coração. Preciso da tua presença mais do que o ar que eu respiro. Quero te pedir: faz do meu coração um coração ensinavel, me ajuda querido Pai. Não quero menos do que ver tua Gloria. Em nome de Jesus, Amem!

pra.Sonia

 

2 thoughts on “A sarsa ainda arde em seu coração?

  1. Paulo disse:

    Muito bom o estudo.

    Parabéns, Deus abençoe!!!

  2. Isaac disse:

    Excelente lição que Deus continue abençoando você!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *